Noticias_Destaque

Auxílio residual: Mães chefes de família recebem R$ 600 ou R$ 900?

Escrito por mpl

A equipe econômica do Governo Federal prorrogou o auxílio emergencial até dezembro, mas estabeleceu novos critérios para a concessão do benefício de R$ 300. Mães chefes de famílias continuem tendo direito a duas parcelas, mas agora o limite para o pagamento das novas cotas é de R$ 600 por grupo familiar.

Desta forma, por mais que o auxílio possa ser concedido a dois integrantes de uma mesma família, caso haja uma mãe solteira, não haverá um segundo beneficiário no lar. Ou seja, o grupo familiar que a princípio recebia R$ 1.800, agora só terá direito a R$ 600, não a R$ 900.

O Ministério da Cidadania estabeleceu que quando a família tiver uma mãe chefe de família recebendo a cota em dobro, o auxílio emergencial residual só será pago à mãe solteira. A outra pessoa do grupo familiar que teria direito ao benefício deixa de receber as parcelas referentes à prorrogação. Antes o limite era de duas cotas, independentemente do valor.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o auxílio residual será pago de forma complementar ao valor já recebido do Bolsa Família. Sendo assim, quando só uma pessoa na família tem direito ao benefício, o valor total será de R$ 300. Já quando há duas pessoas beneficiadas ou uma mãe chefe de família, R$ 600.

Sobre o autor

mpl

Deixe um comentário